INÍCIO SOBRE PARCEIROS RESENHAS ENTREVISTAS CONTATO

domingo, 22 de janeiro de 2012

A menina que não sabia ler


A Menina que Não Sabia Ler 


Em uma distante e escura mansão, onde nada é o que parece, a pequena Florence é negligenciada pelo seu tutor e tio. Guardada como um brinquedo, a menina passa seus dias perambulando pelos corredores e inventando histórias que conta a si mesma, em uma rotina tediosa e desinteressante. Até que um dia Florence encontra a biblioteca proibida da mansão. E passa a devorar os livros em segredo.
Mas existem mistérios naquela casa que jamais deveriam ser revelados. Quem eram seus pais? Por que Florence sonha sempre com uma misteriosa mulher ameaçando Giles, seu irmão caçula? O que esconde a Srta. Taylor? E por que o tio a proibiu de ler? Florence precisa reunir todas as pistas possíveis e encontrar respostas que ajudem a defender seu irmão e preservar sua paixão secreta pelos livros - únicos companheiros e confidentes - antes que alguém descubra quem ousou abrir as portas do mundo literário. Ou será que tudo isso não seria somente delírios de uma jovem com muita imaginação? 



O livro começa com Florence, a menina que não sabia ler, descrevendo os aspectos de sua vida, e a rotina de Blithe House, a velha mansão em que mora. Ela e seu irmão Giles, são órfãos e tem apenas um parente vivo, o tio negligente que mora longe e paga criados para cuidar das crianças. A menina conta como foi impedida de aprender a ler. Porém, sua vida muda quando ela descobre a biblioteca da casa e aprende a ler sozinha. Sua paixão pelos livros recém descobertos fez com que eu me identificasse muito com a personagem.
 Quando seu irmãozinho vai para a escola, ela passa os dias lendo os clássicos literários. Até que um dia, começa a receber visitas de Theo, um garoto asmático que mora na vizinhança.  Sua rotina muda, e ela cria um esconderijo para conseguir ler e ao mesmo tempo vigiar a chegada de Theo.
Logo Giles volta da escola e uma preceptora é contratada para cuidar da educação dele. Mas em pouco tempo ela morre tragicamente no lago da propriedade. Para substituí-la é contratada a Srta. Taylor, uma mulher misteriosa, que não esconde sua estranha afeição por Giles.  A nova preceptora afeta a amizade dos irmãos, e inferniza a vida da garota. A partir daí, o livro torna-se um tanto confuso. Flo acredita que a Srta. Taylor está disposta a levar o seu irmão embora, para longe e prova que fará de tudo para detê-la e manter o seu irmão por perto. 
 Eu li o livro em menos de dois dias, cada vez mais chocada com as ações da protagonista. Deixei de acreditar que Florence fosse a vítima e preceptora a vilã.  Acho que a intenção do autor era criar essa confusão entre o que é ou não real. Mas o livro terminou com algumas pontas soltas. O livro é interessante, porém a falta de respostas me incomodou.


2 comentários:

  1. Legal!! Muito boa sua descrição, Gabi!! Fiquei curiosa a respeito do livro! :D

    ResponderExcluir