INÍCIO SOBRE PARCEIROS RESENHAS ENTREVISTAS CONTATO

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Capitães da Areia: livro e filme!


 Livro


 Publicado em 1937, pouco depois de implantado o Estado Novo, este livro teve a primeira edição apreendida e exemplares queimados em praça pública de Salvador por autoridades da ditadura. Em 1940, marcou época na vida literária brasileira, com nova edição, e a partir daí, sucederam-se as edições nacionais e em idiomas estrangeiros. A obra teve também adaptações para o rádio, teatro e cinema. Documento sobre a vida dos meninos abandonados nas ruas de Salvador, Jorge Amado a descreve em páginas carregadas de beleza, dramaticidade e lirismo.


  Já faz algum tempo que eu li esse livro, mas eu adorei. Jorge Amado descreve a vida de menores que foram parar na rua por diversos motivos, entre eles a morte dos pais e o abandono. Eles vivem em um trapiche e, comandados por Pedro Bala, eles roubam pedestres, casas e comércios. O livro conta detalhes da vida dos garotos. Entre eles está o Professor, que é um ótimo desenhista, e distrai as crianças do trapiche contando histórias. O sem-pernas é aleijado e revoltado com a vida, seu maior sonho é ter alguem que goste dele. O autor narra a rotina dos meninos, até que somos apresentados à Dora. A garota perdeu os pais, e tem que cuidar do seu irmão caçula, o Zé Fuinha. Pedro Bala não quer aceitar uma garota no trapiche, mas não consegue manda-lá embora. Aos poucos Dora vira a Mãezinha, que cozinha e cuida de todos, mas também se torna um deles, e tem participação ativa nos roubos. Dora também desperta o carinho de Pedro Bala. O livro é muito bom e traz uma crítica à sociedade daquela época, tal critica pode ser direcionada também para a sociedade atual.

Filme


 Pedro Bala (Jean Luís Amorim), Professor (Robério Lima), Gato (Paulo Abade), Sem Pernas (Israel Gouvêa) e Boa Vida (Jordan Mateus) são adolescentes abandonados por suas famílias, que crescem nas ruas de Salvador e vivem em comunidade no Trapiche junto com outros jovens de idade semelhante. Eles praticam uma série de assaltos, o que faz com que sejam constantemente perseguidos pela polícia. Um dia Professor conhece Dora (Ana Graciela) e seu irmão Zé Fuinha (Felipe Duarte), que também vivem nas ruas. Ele os leva até o Trapiche, o que desencadeia a excitação dos demais garotos, que não estão acostumados à presença de uma mulher no local. Pedro consegue acalmar a situação e permite que Dora e o irmão fiquem por algum tempo. Só que, aos poucos, nasce o afeto entre o líder dos Capitães da Areia e a jovem que acabou de integrar o bando.


  Mesmo sabendo que o filme não iria conter todos os detalhes do livro, eu achei que poderia ter um pouquinho mais. Eu reconheci fácil os personagens, e lembrei da história de cada um deles, que foi contada no livro. Mas, quem não leu o livro vai conhecer os personagens do filme de maneira superficial. Fora isso, gostei bastante do filme. As partes mais importantes do livro estão lá, e gostei muito da escolha dos atores. 

Confira o trailer :


12 comentários:

  1. Acho legal esses livros que se tornam filmes...
    Bem legal,a tua resenha, mesmo sabendo que não gosto muito de ler esses tipos de livros, fiquei com vontade, hehe


    Beijos,
    http://naminhaestanteliivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito do livro quando li!! Eu não sabia muito a respeito do filme, mas agora irei assistir, fiquei bastante curiosa e com saudades desses personagens que me fascinaram tanto.
    Obrigada pela dica, Gabi!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é muito bom,né Tá?
      Assiste o filme sim, vale a pena!
      Beijo :]

      Excluir
  3. Eu não vi o filme, mas li o livro há alguns anos atrás e amei, Jorge Amado é expecpcional, e a história é recheada de críticas, amo isso!! kkk
    vo ver se me animo e vejo o fime
    Parabéns pela postagem :)
    Bjs
    Daiane
    nouniversodaliteratura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Gente, acredita que NUCA li o livro, nem vi o filme? =O É que tenho trauma de Jorge Amado... O 1º livro dele que li (e único até agora) foi A Morte e A Morte de Quincas Berro D'Água. Li pro colégio (faz TEMPO hahahahha). Jeová. Teve seminário, trabalhos e mais trabalhos sobre... Ai traumatizei. O.o Mas sei que tenho que perder isso e ler! Adorei seus comentários sobre o livro e sobre o filme! :)

    Beijos

    Gleice
    @MPessoais
    www.murmuriospessoais.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim! hahah
      É o único que li dele até agora, mas gostei muito!

      Beijo

      Excluir
  5. Eu também li esta obra há algum tempo atrás. Jorge Amado é um escritor indiscutível,né?

    Quanto ao filme, ainda não tive a oportunidade de assisti-lo. Mas sempre acho que a obra cinematográfica nunca capta o real valor da literária.

    Abraços e parabéns pelo blog.
    http://folheandopensamentos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza!

      É muito difícil um filme conseguir ser tão bom quanto o livro, mas gosto sempre de conferir. :]

      Obrigada!

      Excluir
  6. Livro necessário para aqueles que amam leitura!

    Vou reler novamente!

    Jorge Amado é sempre estimulante, é o nosso Gabriel G. Marquez!

    Ou melhor, Gabriel G, Marquez é o Jorge Amado colombiano!

    Abraços

    gilberto
    nel mezzo del cammim

    ResponderExcluir
  7. Ambos são muito lindos!

    Li o livro há muito tempo atrás e ano passado li novamente para a escola.
    Assistir ao filme foi uma experiência e tanto!

    Minhas Impressões

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Maria!
      Também li o livro a pedido da escola. Gostei muuito da leitura também! :)

      Excluir