INÍCIO SOBRE PARCEIROS RESENHAS ENTREVISTAS CONTATO

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Seis coisas impossíveis


Dan Cereill levou um encontrão da vida: seu pai faliu, assumiu que é gay e separou-se de sua mãe, tudo de uma vez só. Enquanto isso, sua mãe recebeu de herança uma casa tombada pelo patrimônio histórico que cheira a xixi de cachorro, mas que não pode ser reformada... E, agora, Dan está vivendo em uma casa-relíquia que parece um chiqueiro, com uma mãe supertriste e sem conseguir falar com o pai — que ele ama muito. Suas únicas distrações são sua vizinha perfeita, Estelle, e uma lista de coisas impossíveis de fazer, como: 1. Beijar a garota. 2. Arrumar um emprego. 3. Dar uma animada na mãe. 4. Tentar não ser um nerd completo. 5. Falar com o pai quando ele liga. 6. Descobrir como ser bom e não sair abandonando os outros por aí... Mas impossível mesmo será: 1. Não torcer para que Dan supere seus problemas. 2. Não rir muito com os devaneios dele. 3. Não querer ter um cachorrinho como Howard. 4. Não desejar que a mãe de Dan encontre a felicidade. 5. Parar de ler este livro. 6. Não querer abraçar o livro depois de tê-lo terminado...
Vocês sabem que eu amo reparar nas capas dos livros, né? Então, no meio de toda a avalanche de capas com fotos parecidas, essa me chamou a atenção. É uma capa relativamente simples, mas encantadora, assim como a sua história.

Dan foi tirado abruptamente de sua vida tranquila, com pais felizes e ricos. A família quebrou, o pai assumiu que é gay e sua mãe está à beira de uma depressão. Como se não bastasse, seu melhor, e único, amigo está viajando e Dan não tem com quem conversar. Um otimista diria que pelo menos ele tem onde morar, afinal sua mãe recebeu uma herança. Besteira. A casa é enorme, velha, fria, cheia de poeira e excrementos de animais. Dá pra voltar a ser pessimista rapidinho, né?

Dividindo seu tempo entre hibernar no seu novo quarto, observar o pessoal do patrimônio histórico catalogar  todos os objetos de valor da casa (que é tombada e, apesar de poderem morar lá, Dan e sua mãe não tem o direito de se desfazer de nada) e sonhar com sua vizinha maravilhosa, Dan consegue vencer o primeiro mês de sua nova vida.
“Problemas, responsabilidades, cara feia. Parece que já faz 1 milhão de anos que tudo com que eu tinha que me preocupar era jogar Nintendo, ou fazer a lição de casa a tempo.” Página 121
Com o início das aulas, Dan tenta deixar a sua velha imagem de nerd para trás e começar de novo. Porém, já no primeiro dia, consegue fazer papel de bobo bem na frente de Estelle, sua amada vizinha. Agora ele vai ter que lutar para mudar sua vida, mostrar que é mais do que um menino atrapalhado e conquistar a todos, inclusive a você.  

O livro é narrado por Dan e essa forma de narração nos passa a impressão de estar lendo um diário.  Ele adora fazer listas, e logo no começo do livro escreve uma com seis coisas impossíveis. Com o passar das páginas, nós e o protagonista vamos percebendo que, mesmo que a princípio as coisas possam parecer impossíveis, há sempre um jeito de tornar nossos sonhos possíveis.

Os personagens secundários são interessantes e divertidos. Difícil não se divertir com a mãe do Dan, que vira boleira de casamento, mas acaba sempre desiludindo as noivas ou com a paixão de Fred e Lou. Apesar do cenário inicial triste, o livro é divertido do começo ao fim. Não leia esperando encontrar grandes reflexões ou personagens complexos. Recomendo para quem gosta de histórias leves e divertidas, daquelas que a gente lê de uma só vez.

“Ele faz aquele barulinho, quase um choro, de quando fica preocupado. Isso quer dizer que ele tem de fazer xixi ou acha que minha moral já foi para o saco.” Página 172
*Esse livro foi uma cortesia da Editora Novo Conceito. 

6 comentários:

  1. Quero ler ;)
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Parece ser muito bom! já está na minha lista :)

    ResponderExcluir
  3. Não sinto muito o interesse de ler este livro.
    Pois acho a capa dele muito feia e a premissa não muito boa. Apesar da sua resenha ter sido muito bem escrita.
    Bjokas

    http://livrosemarshmallows.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério Kelly? Que pena.. Obrigada por compartilhar sua opinião mesmo assim!
      Beijoo

      Excluir
  4. Eu não me interessei por esse livro não, sei que é divertido e tudo o mais, mas pelo que eu percebi ele parece ser repetitivo.. mas enfim..

    Beijokas da Mylloka :*
    http://myllokasecret.blogspot.com.br/

    P.s.: Por favor, atualize o meu link-me, eu já te enviei um e-mail com o código, ok?

    ResponderExcluir