INÍCIO SOBRE PARCEIROS RESENHAS ENTREVISTAS CONTATO

terça-feira, 10 de junho de 2014

Belleville


Se pudesse, Lucius aterrissaria em 1964 para ajudar Anabelle a realizar o grande sonho do seu falecido pai! De quebra, ajudaria a moça a enfrentar alguns problemas muito difíceis, entre eles resistir à violência do seu tio Lino. Claro que conhecer de perto os lindos olhos verdes que ele viu no retrato não seria nenhum sacrifício... Sem conseguir explicar o que está acontecendo, Lucius inicia uma intensa troca de correspondência com a antiga moradora da casa para onde se mudou. Uma relação que começa com desconfiança, passa pelo carinho e evolui para uma irresistível paixão – e para um pedido de socorro...


Belleville é um livro diferente de tudo que já li. Ele une presente e passado de uma forma mágica e consegue sensibilizar o leitor de uma maneira única. 

O ano é 2014 e o protagonista é Lucius. Ele se mudou para uma antiga casa em Campos do Jordão com o intuito de fazer faculdade de matemática. Sem conhecer ninguém na cidade e entediado com as matérias que ele já dominava, Lucius começa a explorar a casa. Por obra do destino ele encontra uma caixa enterrada no terreno e dentro dela uma carta que vai mudar sua vida.

Em 1964, Anabelle morava sozinha nessa mesma casa, após a morte de seus pais. Suas únicas companhias eram seu gato (Tião) e suas velhas lembranças. Sabendo que o grande desejo de seu pai sempre foi terminar a montanha russa caseira que ele começou a construir no quintal, ela escreve uma carta, expressando seu desejo para que o próximo morador da casa termine de construir o sonho do seu pai. 

Quando Lucius encontra a carta de Anabelle, ele fica tocado com a pureza da escrita e do desejo da garota. Sabendo que seria impossível terminar de construir uma montanha russa na sua posição atual, Lucius decide escrever uma carta para reforçar o desejo de Anabelle e deixar claro que o próximo morador precisa levar o desejo adiante. O que ele não imaginava é que sua carta seria respondida, por ninguém menos do que a própria Anabelle e daria inicio a um relacionamento improvável e encantador.
“Ao mesmo tempo, algo me fazia deslizar para dentro de uma realidade alternativa, cada vez mais fundo. Quanto mais eu mergulhava, mais suspeitava de que não seria arrancado de volta. Onde tinha ido parar a minha mente racional?” Página 140
Confesso que o Lucius não me convenceu logo de início. Achei-o muito desanimado e desmotivado para alguém que acabou de entrar na faculdade. Mal as aulas começaram e ele já tinha perdido o foco e estava pronto para passar mais tempo em casa do que tentando fazer alguma coisa produtiva no curso. 

Já Anabelle é uma daquelas personagens que é impossível não gostar. Ela é muito inocente, mas ao mesmo tempo tem muita força e determinação. É uma personagem que perdeu tudo, levou uma rasteira da vida e depois precisou passar por uma provação ainda maior. Nem por isso ela fica se lamentando e chorando pelos cantos. Anabelle é uma daquelas pessoas que encara a vida de frente.

Os capítulos alternam a narrativa entre Lucius e Anabelle. Essa narrativa em primeira pessoa consegue mostrar bem a confusão que os personagens sentem quando encontram as cartas. Nenhum dos dois encara isso de forma natural, e isso trás mais veracidade para o livro. Eles sabem que é impossível viajar para o futuro/passado, mas, ao mesmo tempo, eles estão recebendo pequenas provas de que nenhum dos dois está mentindo. O autor também teve toda uma preocupação com vocabulário e descrições que enriqueceram ainda mais a história. 

Outro ponto bacana é quando Lucius, no auge de sua obsessão por Anabelle, passa sem saber por lugares que a garota frequentou cinquenta anos antes. Gostei bastante da experiência de imaginar os lugares e as pessoas no passado e no presente. Vale ressaltar que a edição do livro está uma graça. No início de cada capítulo existe uma pequena ilustração e a capa é totalmente condizente com a magia da história.

Como eu disse lá em cima, Belleville é uma história diferente. Une presente, passado, amor, confiança e descobertas. Tudo isso de uma forma fantástica e totalmente crível. É impossível não se encantar. 
“Gostaria de possuir uma máquina colorida como a sua, para conduzir meus sonhos a um patamar mais elevado. Meus sonhos encostaram em algum canto que eu não consigo encontrar. Nem agora, nem nunca.” Página 163 
*Este livro foi uma cortesia da Editora Novo Conceito

16 comentários:

  1. eu curti demais, li sem esperar muita coisa e me surpreendi. Tbm achei a personagem dela bem construída, ainda mais que Lucius...
    bjs
    http://torporniilista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Maria!
      É um livro incrível, né? Também me surpreendi!

      Beijo!

      Excluir
  2. O Felipe é um autor e tanto, não é?
    Estou MUITO curiosa para ler Belleville, parece ser realmente incrível.

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nunca tinha lido nada dele, mas adorei! Acho que você vai gostar de Belleville! :)

      Beijos!

      Excluir
  3. Nossa, Gabriela..é a mais linda resenha que li do livro até o momento. Que lindo deve ser! estou encantada com toda essa trama. Uau, cada dia com mais vontade de ler.
    Beijinhos, querida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh que bacana Marli! Fiquei feliz agora! :)
      Leia sim, tenho certeza que você vai amar!

      Beijoo!

      Excluir
  4. Ainda não tinha visto uma resenha sobre esse livro, mas me encantei com essa!
    Com certeza fiquei com vontade de ler.
    Ótimos quotes!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que ficou com vontade de ler! Depois me conta o que achou! :)

      Beijo!

      Excluir
  5. Eu não esperava muito deste livro, mas todo mundo que leu está falando que ele é surpreendente. Fiquei curiosa!

    xoxo
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que surpreende por ser uma história que foge do comum, mas que ao mesmo tempo contém elementos muito reais, que mexem com as pessoas de alguma forma.

      Beijo!

      Excluir
  6. A resenha está realmente muito boa, adoro aqui. ♥

    >> Nosso blog, visite!
    - xoxo –

    ResponderExcluir
  7. Ao começar a ler a sua resenha, achei que seria algo que não leria (o livro, no caso) por ser meio épico, estilo que não gosto. Mas ao terminar, vi que já tinha gostado da resenha e até me interessei pelo livro.
    Valeu a pena;.
    www.bookspelagi.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Gisele,
      Que bacana! Espero que você goste do livro.

      Beijo!

      Excluir
  8. Que resenha linda! O livro parece ser muito bom! Adorei o blog e segui *---*


    mundoemcartas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Markus! Que bom que você gostou. O livro é muito bom mesmo!
      Seja bem vindo ao blog! :D

      Excluir