INÍCIO SOBRE PARCEIROS RESENHAS ENTREVISTAS CONTATO

terça-feira, 1 de julho de 2014

A Máquina de Contar Histórias


Na noite em que o escritor best-seller Vinícius Becker lançou A Máquina de Contar Histórias , o novo romance e livro mais aguardado do ano, sua esposa Viviana faleceu sozinha num quarto de hospital. Odiado em casa por tantas ausências para cuidar da carreira literária, ele vê o chão se abrir sob seus pés. Sem o grande amor da sua vida, sem o carinho das filhas, sem amigos... O lugar pelo qual ele tanto lutou revela-se aquele em que nunca desejou estar. Vinícius teve o mundo nas mãos, e agora, sozinho, precisa se reinventar para reconquistar o amor das filhas e seu espaço no coração da família V. Uma história emocionante, cheia de significados entrelaçados pela literatura, mostrando que o amor de um pai, por mais dura que seja a situação, nunca morre nem se perde.

Sinceramente, eu não sei nem por onde começar a escrever essa resenha. Comecei a ler A máquina de contar histórias em um domingo à noite e na segunda eu já tinha terminado. Não conseguia me desligar da leitura, não dava para não pensar na história da Família V

Vinícius é um renomado escritor. Seus livros contam com doses certas de sentimentos, encantando os leitores do mundo inteiro, que acreditam fielmente que o grande Vinícius Becker é sensível, amoroso e tem uma vida incrível. O que eles não sabem é que, atualmente, Vinícius cria seus livros de forma quase obsessiva, apenas com o intuito de vender. Ele domina seus projetos com maestria e produz o que as pessoas desejam consumir. Além disso, as emoções e os sentimentos descritos nos livros são frutos de sua imaginação e estão todos catalogados em uma planilha do Excel, esperando para serem usados.

Na verdade, já faz tempo que ele parou de viver os sentimentos puros que são descritos em seus livros. Quatro anos e meio, com exatidão. Desde que sua esposa Viviana foi diagnosticada com leucemia. Sua vida se tornou uma semi-vida, onde tudo se resumia a escrever. Suas filhas (Valentina e Vida) tiveram que enfrentar a doença da mãe sem a ajuda de um pai presente. Sua família, a linda Família V, se tornou triste e rancorosa. E enquanto ele encarava o sucesso no lançamento do seu novo livro, Viviana encarava a morte, sozinha.

Agora, novamente em sua casa e tentando tomar as rédeas de sua vida, Vinícius percebe a cada dia as feridas causadas pela sua ausência. Perdido em seu inferno particular, ele encontra um vídeo de sua esposa, revelando seus maiores desejos. Em uma tentativa de se reencontrar, redescobrir as filhas e honrar a memória de Viviana, ele propõe uma viagem as suas filhas. Apostando tudo nessa viagem, Vinícius sabe que essa pode ser sua última chance de mudar o rumo de sua vida. 
“Sem amigos, sem esposa, sem filhas. O lugar pelo qual ele tanto havia lutado revelava-se o lugar em que ele nunca havia desejado estar.” Página 54
O livro já me conquistou pela capa. É linda, mostra um pouquinho do que encontraremos na história e tem tons incríveis. Arrisco dizer que é uma das capas mais bonitas da minha estante. Além da capa, o conteúdo encanta. Gomyde conseguiu criar uma história tão real e tão crível, que é difícil não se emocionar. Ele mostra o quanto o ser humano é vulnerável e como é mais fácil se prender a uma desculpa do que encarar um problema ou uma doença.

Os personagens são muito bem construídos. Vinícius se tornou um cara fraco, se perdeu em sua dor e tudo que restou foi o jeito frio de agir. Já as garotas são incríveis. Valentina é uma adolescente frustrada e determinada, que se sente traída pelo pai. Foi ela quem cuidou da mãe até o final e só ela sabe o quanto sofreu. Apesar de querer ser totalmente diferente do pai, ela herdou seu talento para escrita e é tão boa quanto ele, talvez mais. Vida é a caçula da família, uma fofa. Suas perguntas são as mais inocentes e é ainda mais emocionante ver dor pelos olhos dela. 

A história da Família V é tocante. O desejo de Vinícius de resgatar os pedaços da sua família, a sensibilidade de Gomyde ao compor a história e a forma como tudo se encaixa no final são o que tornam A máquina de contar histórias um livro único, que nos faz refletir sobre o que realmente levamos da vida.  
“Por que as pessoas se contentam com tão pouco? Por que a vida real não pode ser uma fantasia com capítulos, reviravoltas e sonhos realizados de forma inesperada?” Página 126 
*Este livro foi uma cortesia da Editora Novo Conceito.

15 comentários:

  1. Oi Gabriela :)

    Esse livro já está na minha lista de desejos, inclusive estou pensando em comprá-lo hoje (é dia de comprar livros). Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Gabriel!
      Aproveita e compra sim! Vale MUITO a pena! :D

      Excluir
  2. Nossa!!! Gostei do seu comentário sobre o livro, não tinha ouvido falar sobre ele, mas vc atiçou minha curiosidade, entrando pra lista de desejo...
    http://falandosobrealgo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Camila,
      Que bom que você gostou. Gostei muito da leitura, espero que você goste também! :)

      Excluir
  3. Olá Gabriela,
    Estava pensando em ler esse livro e adora depois de sua resenha não penso mais eu PRECISO ler.
    Adorei cada palavra que você escreveu e espero sentir o mesmo e gostar tanto do livro como você gostou.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Bruna!
      Que bacana! Leia sim e depois me conta. Tenho certeza que você vai se encantar com a leitura tanto quanto eu.

      Beijo!

      Excluir
  4. Ual, que resenha! Aliás, adorei o nome do blog! Um beijo

    www.namesmafrequencia.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi, Gabi!

    Estou lendo o livro e tenho gostado até agora! Ele passa uma sensação de urgência, né? E uma lição muito bonita também, pelo que pude perceber até agora!

    Beijos,
    Inara
    www.lerdormircomer.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Inara,
      É verdade, passa mesmo. O leitor consegue sentir o desespero que o personagem está sentindo.

      Beijo!

      Excluir
  6. UAUU tu leu rápido heim! deve ser mesmo bom, eu me apaixonei pela capa! :D

    Meninices da vida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa capa é maravilhosa, né? Os designers piram! haha

      Excluir
  7. Eu também já tinha ficado encantada, só pela capa. Tão linda! Mas agora, depois de ler a sua resenha, fiquei com mais vontade ainda de ler!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todo mundo amando a capa! ♥ haha
      Leia sim e depois me conta o que achou! :)

      Excluir
  8. poxa, eu ainda nao conhecia o livro e me interessei bastante, ótima resenha

    www.tofucolorido.blogspot.com
    insta: liviaalli

    ResponderExcluir