INÍCIO SOBRE PARCEIROS RESENHAS ENTREVISTAS CONTATO

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Garota Exemplar


Uma das mais aclamadas escritoras de suspense da atualidade, Gillian Flynn apresenta um relato perturbador sobre um casamento em crise. Com 4 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo o maior sucesso editorial do ano, atrás apenas da Trilogia Cinquenta tons de cinza , "Garota Exemplar" alia humor perspicaz a uma narrativa eletrizante. O resultado é uma atmosfera de dúvidas que faz o leitor mudar de opinião a cada capítulo. Na manhã de seu quinto aniversário de casamento, Amy, a linda e inteligente esposa de Nick Dunne, desaparece de sua casa às margens do Rio Mississippi. Aparentemente trata-se de um crime violento, e passagens do diário de Amy revelam uma garota perfeccionista que seria capaz de levar qualquer um ao limite. Pressionado pela polícia e pela opinião pública e também pelos ferozmente amorosos pais de Amy , Nick desfia uma série interminável de mentiras, meias verdades e comportamentos inapropriados. Sim, ele parece estranhamente evasivo, e sem dúvida amargo, mas seria um assassino? Com sua irmã gêmea Margo a seu lado, Nick afirma inocência. O problema é: se não foi Nick, onde está Amy? E por que todas as pistas apontam para ele?
Sinceramente? Eu não sei por onde começar a escrever essa resenha. Esse livro é tão genial, tão manipulador e tão rico em detalhes, que eu passei quase uma hora falando sem parar sobre a história para o meu namorado, e olha que eu nem tinha acabado de ler.  

Amy é uma garota perfeita. Linda, inteligente, cheia de vida e extremamente dedicada ao seu marido. Ela teve sua vida marcada pelos livros que seus pais (psicólogos infantis) escreveram baseados nela. A série Amy Exemplar foi um sucesso e seus pais ficaram incrivelmente ricos. A Amy real teve sua fase de se torturar por não ser tão perfeita como a Amy do livro, mas, atualmente, ela sabe o quão bobo isso é. Então, ela passou simplesmente a aceitar sua vida do jeito que ela é.

Nick é um perfeito idiota desprezível. Atualmente ele é um repórter desempregado e apesar de sempre jogar na cara de Amy que, ao contrário dela, ele realmente precisa trabalhar e que o dinheiro dela não pertence a ele, Nick pegou um empréstimo com sua esposa e abriu um bar com sua irmã gêmea, a Go. Além disso, Nick é daquele tipo de pessoa que não demonstra o que realmente está sentindo. Mesmo que esteja fervendo por dentro, ele se esforça para ser o cara de que todas as mulheres vão gostar. Única exceção: sua esposa. Ela realmente sabe o que se passa por sua cabeça e ele já parou de tentar esconder.

A devoção de Amy e a covardia de Nick vão conduzindo a relação aos trancos e barrancos e eles conseguem chegar ao quinto aniversário de casamento. Amy já tem toda a caça ao tesouro (sua tradição de presente de casamento) elaborada, enquanto Nick nem comprou presente. Ele vai trabalhar dominado por insatisfação e raiva, tentando a todo custo esquecer sua esposa. Quando ele volta, a porta está escancarada, a sala revirada e sua esposa desaparecida. Nenhum pedido de resgate, ninguém viu nada, ninguém ouviu nada. E é aí que o fuzuê começa.  
“Rápido assim. Você pensa: ah, eis aqui o resto da minha vida. Ele finalmente chegou.” Página 40
Agora, junte tudo que eu falei, misture, misture e misture. Acrescente algumas mentiras, um pouco de cinismo e um pouco de psicopatia. Cabem mais algumas revelações? Então coloca também. Eu sei que a sinopse já alerta que tem algo de muito errado acontecendo, mas gente, tem muita coisa errada! A autora conseguiu me manipular direitinho. E ela realmente pensou em tudo, está três passos a frente. Sabe quando você descobre alguma coisa, ai fica com a sensação de “Ah, agora já sei qual vai ser o rumo da história”? Não! Você não sabe, mesmo. 

A narrativa é em primeira pessoa e os capítulos vão alternando entre o Nick e a Amy. Eles nos mostram como desconstruir um casamento e como pode ser complicado quando as coisas não saem do jeito que você quer. A autora mostra como é fácil criar uma imagem da pessoa amada e basear suas ações e reações nessa imagem, que provavelmente está distorcida na sua cabeça.

Enfim, não dá pra falar mais sobre a história sem revelar fatos importantes. Garota Exemplar é o primeiro livro que li da Gillian Flynn e eu realmente gostei muito. Meu conselho? LEIA AGORA!
“É uma época muito difícil para ser uma pessoa, apenas uma pessoa real, de verdade, em vez de uma coleção de traços de personalidade escolhidos e uma interminável maquina automática de personagens.” Página 86 
*Este livro foi uma cortesia da Editora Intrínseca.

21 comentários:

  1. que resenha ótima, Gabriela, me fez reviver o livro. Eu amei "garota exemplar", tive até uma crisezinha de abstinência quando terminei de ler, hahaha
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Georgia!
      Fico feliz que você tenha curtido! *-*
      Os personagens são tão marcantes que a gente sente falta, né? hahah

      Beijo!!

      Excluir
  2. Não conheço esse livro, mas essa:
    “É uma época muito difícil para ser uma pessoa, apenas uma pessoa real, de verdade, em vez de uma coleção de traços de personalidade escolhidos e uma interminável maquina automática de personagens.” Página 86 me convidou loucamente para conhecer!
    “É uma época muito difícil para ser uma pessoa, apenas uma pessoa real, de verdade, em vez de uma coleção de traços de personalidade escolhidos e uma interminável maquina automática de personagens.” Página 86

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, Camila! Se você gostou dessa citação, vai amar o livro! ♥

      Excluir
  3. Adorei a dica, fiquei mega curiosa para ler!

    bjbj Má
    www.2betrend.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Gabi, adorei sua resenha! Esse livro é simplesmente fantástico, eu fiquei fissurada nele e não conseguia parar de ler!! Estou esperando ansiosa pelo filme, que além de tudo, tem o Ben Afflek!!!

    Beijinhos
    www.serleitora.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ebaa, que bom Érica! :)
      Entãao, também estou super curiosa para assistir. Parece que tá bem fiel ao livro, né?

      Beijo!

      Excluir
  5. Ah!!! Muita gente fala super bem desse livro. E estou doida para ler já tem tempo. Mas prefiro a outra capa.
    Bjokass

    http://livrosemarshmallows.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Kelly, também prefiro a outra capa, é linda, né? Mas coloquei a imagem da capa que li :)

      Beijo!

      Excluir
  6. Oii, sua resenha me contagiou! hueheueh
    Vejo todo mundo falar bem dele, mas tenho uma preguiça de lê-lo... Mas agora ganhei mais uma motivação para lê-lo antes do filme ;) Beijo,
    entreeleitores.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahah ebaa, fico feliz Jessica!
      Espero que você goste da leitura, depois me conta o que achou! :D

      Excluir
  7. poxa, e vai sair o filme e eu AINDA nao li o livro, to com vontade de ler esse desde o começo do ano!

    www.tofucolorido.blogspot.com
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corre ler então, Lívia! Bem melhor ler antes de assistir ao filme, né? haha

      Excluir
  8. Estou doida para ler esse livro!!! Parece ser demais mesmo. E o filme já está quase saindo, né???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh precisa ler, Camila! Eu acho que o filme sai essa semana ainda, então corre ler! haha É comprido, mas não dá pra desgrudar, então você acaba rapidinho! :)

      Excluir
  9. Gostasse mesmo, hein? O livro é bem diferente do que imaginei, e não, por mais que seja conhecido, eu nunca tinha lido nada a respeito dele antes. Eu esperava um romance dramático de cortar os pulsos, algo sofrível como Se eu Ficar ou A Culpa é das Estrelas. Adorei saber que estava enganado e que o livro brinca com nossas conclusões. Vou procurar saber mais sobre ele.

    Laplace Cavalcanti
    Autor de Mestre de Marionetes
    www.laplacecavalcanti.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, passa bem longe desse tipo de livro. Acho que você terá uma grata surpresa quando ler. :)

      Excluir
  10. Parabéns pela resenha, muito legal!! O livro me parace bem apetitoso rsrsrs Vai pra minha wish list.

    Bjokas,
    http://blogdmulheres.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii
      Nossas wishlists nunca param de crescer, né? haha

      Beijo!

      Excluir
  11. Ah, meu Deus, Gabi, por que faz uma coisa dessas comigo? T_T
    Cá estava eu, feliz da vida com os livros que comprei mês passado, determinada a não comprar mais nenhum livro até terminar de ler os que comprei, aí leio essa resenha e - BAAAM! Preciso ler esse livro. Já o conhecia há algum tempo, e já há algum tempo estava curiosa, mas a forma que você apresentou sobre as imagens que formamos das pessoas (sou realmente fascinada por este conceito, amei o jeito que o John Green o explorou em "Cidades de Papel") e o fato de a autora estar sempre três passos a frente e nos surpreender, me tirou do chão. Sério, estou muito curiosa para conhecer o trabalho da Gillian, acho que acabarei comprando o livro até o fim do ano. Espero gostar tanto quanto você gostou, e tento voltar aqui para dizer o que achei, hehe.
    Beijinhos e ótimo fim de semana!

    Resenha de "A Garota das Nove Perucas" no ar, não deixe de conferir <3
    Confissões de um Leitor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas também a senhorita comprou váááários livros incríveis mês passado, ein? Fez inveja pra todo mundo! haha
      Mas SÉRIO Liah, eu gostei muuuuito, muito mesmo! Adorei o trabalho da autora e quero muito comprar mais livros dela! Pede esse para o papai noel! haha
      Espero mesmo que você goste tanto quanto eu gostei. Volta sim aqui pra me contar!

      Beeijo! :)

      Excluir