INÍCIO SOBRE PARCEIROS RESENHAS ENTREVISTAS CONTATO

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Diário de Classe - A Verdade


Aos 13 anos, Isadora Faber, uma estudante de escola pública de Florianópolis (SC), indignada com os problemas de ensino e infraestrutura de seu colégio resolveu criar uma página no Facebook, o Diário de Classe, para denunciá-los. Chamou a atenção da imprensa nacional e internacional, mobilizou milhares de seguidores e conseguiu as mudanças que reivindicou. Sua jornada, no entanto, foi árdua: sofreu críticas, ameaças, represálias, agressões e processos. Porém, não desistiu, e hoje tem mais de 625 mil seguidores, inspirou a criação de mais de cem Diários de Classe, já participou de inúmeras palestras e eventos, ganhou prêmios e fundou a ONG Isadora Faber, com a qual continua seu trabalho por uma educação pública de qualidade no Brasil. Mais que um relato de coragem e do poder do webativismo, este livro é um retrato perturbador da situação da educação e dos serviços públicos brasileiros, que grita por cidadania e por transformações urgentes.
É impossível terminar de ler Diário de Classe – A Verdade sem ficar sedento por mudanças na educação e no Brasil. Eu sempre tive vontade de fazer alguma coisa pelo próximo e, como a maioria das pessoas, acabei deixando para depois. Para quando eu for independente, para quando eu tiver dinheiro sobrando, para quando der. Se você, assim como eu, está esperando o momento certo chegar, saiba que esse momento não existe. E o Diário de Classe prova isso.

Isadora tinha 13 anos quando se cansou das injustiças. Inspirada por uma garota escocesa que criou um blog para denunciar a péssima qualidade da merenda escolar, Isadora conversou com os pais e resolveu criar uma página no facebook para divulgar e denunciar o descaso com a escola e com os alunos.

Ela só não imaginava que depois de pouco tempo a página iria começar a repercutir de forma gigantesca. Do dia para a noite apareceram repórteres e jornalistas interessados na história da escola, querendo entender o porquê das denuncias e ajudando a divulgar para o mundo inteiro a página da menina.

É interessante e um pouco assustador ver como isso modificou a atitude das pessoas envolvidas na escola. Desde o começo da página, Isadora era repreendida por um ou outro, mas nenhuma melhoria era feita. Quando o assunto ganhou destaque na imprensa, algumas melhorias começaram a aparecer, mas as represálias ficaram muito, muito piores. Chegaram a jogar pedras (PEDRAS!) na casa da garota. 

E, para deixar a situação ainda mais surreal, a maioria dos alunos estava CONTRA a Isadora. Gente, a garota está reivindicando melhorias que vão ser aproveitadas por toda a comunidade escolar e as pessoas se opõem a isso. Não tem sentido. Alguns alunos, que apoiavam em segredo o Diário de Classe, não se manifestavam na escola por medo. Pode isso?  
“A palavra-chave de tudo aquilo para mim era força. E eu não parei.” Página 60
Eu até entendo, de verdade, a atitude das pessoas (tanto dos responsáveis pela escola, quanto dos alunos) em um primeiro momento. Não é fácil mudar, sair do comodismo e fazer todas as coisas de maneira correta. Porém, quando há incentivo e as mudanças tem condições de acontecer, é preciso deixar o medo e o comodismo de lado e mudar. É confortável ficar em um emprego ou em uma escola que não cobra nada, nem do funcionário, nem do aluno. Não ter metas para cumprir, passar de ano direto e “tapar o sol com a peneira” são práticas comuns em muitas escolas do país. Isadora mostrou que, se todo mundo fizesse a sua parte, cumprisse seus horários e trabalhasse com vontade, preservasse e desse valor ao patrimônio público e estudasse visando uma vida melhor, o Brasil poderia sim ter uma educação de qualidade

Vale ressaltar que a diagramação do livro está super dinâmica. Foram incluídos prints e fotos da trajetória de Isadora, assim como trechos das postagens da página. Conforme os capítulos vão passando, vamos sendo informados do aumento no número de curtidas. 

Isadora também nos conta como foi participar de programas de televisão e palestrar para centenas de pessoas. Ela também explica um pouquinho do processo de criação da sua ONG, que, entre outras atividades, realiza projetos educacionais.

Por fim, a maior lição que tirei de Diário de Classe - A Verdade é que quando algo não vai bem, não podemos simplesmente nos conformar e repetir o velho jargão “isso nunca vai mudar”. Muda sim! Depende de mim, de você, de todos nós. Se metade das pessoas que presenciam injustiça, corrupção, descaso e negligência denunciassem e cobrassem os seus direitos, a mudança seria significativa. Porque, como mostrou Isadora, recursos e empresas interessadas em ajudar não faltam.  
“Para as pessoas que têm vontade de mudar, de melhorar as coisas, de evoluir, de criar novas condições, de formar uma geração transformadora, inovadora, ligada no futuro, que acreditam que uma educação melhor faz um país melhor, meu total apoio.” Página 245

18 comentários:

  1. Estou muito encantada com esse livro, tenho que ler... Porque para mim que vou ser pedagoga, estou no quinto período da faculdade, lutar por uma educação transformadora é o que aprendo. Me deu idéias para meu TCC. Quero ler e quem saber fazer uma análise do discurso ou uma análise social do livro. Ela parece ser uma menina de muita coragem.
    Amei!
    Vem conhecer o meu blog.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Rafa!
      Realmente, acho que é uma leitura enriquecedora para todos, principalmente para você que trabalha nessa área. Espero que você goste da leitura e que ela seja útil no seu TCC! :D

      Beeijo!

      Excluir
  2. Eu sempre vi a divulgação desse livro e tal, mas nunca li a sinopse. Muito interessante o assunto, já anotei para comprar. Verdade, se cada um fizer a sua parte, é possível melhorar. Não que seja fácil a mudança, mas impossível não é.

    Beijos,
    Carol
    www.pequenajornalista.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Carol!
      Depois me conta o que achou do livro, ok? :)

      Beijo!

      Excluir
  3. Morro de vontade de ler esse livro, para conhecer melhor a história da Isadora! Demais o exemplo dela, todos nós deveríamos ser um pouco mais inconformados com as coisas, como ela!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Camila!
      Vale a pensa conhecer melhor a história dela, viu? Ao ler o livro, fiquei sabendo de muita coisa que eu nem imaginava.

      Beijo!

      Excluir
  4. Acompanhei um pouco da trajetória dela e achei muito assustador como repercutiu negativamente por algum tempo!
    Espero que ela tenha conseguido pelo menos algumas das melhorias na escola em que estuda. E fiquei feliz por ela ter chamado a atenção de tanta gente pras mudanças que precisam acontecer com urgência.
    O livro deve ser fascinante.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Anne, no livro conta que ela conseguiu algumas melhorias sim e apoio de muita gente de fora da escola. :)

      Beijo!

      Excluir
  5. Concordo com tudo que você disse. Infelizmente, acabamos sempre acomodados demais pra ter força pra levantar e ir atrás de mudança. E mudanças que, obviamente, são para trazer uma melhora aonde vivemos/estudamos/trabalhamos. Más só de pensar em todos os obstáculos que se tem de enfrentar pela frente, como ela mesma teve, bate a preguiça e deixamos de lado. Por isso mesmo, a história dela é um grande exemplo que todos deviam se inspirar

    Você tem mestrado já?? Poxa, e com uma cara tão de novinha, quero ser assim também hahaha
    Que legal esse curso! Tá perfeito pros fãs de HP, não vão querer sair nunca mais de lá

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem resenha nova no blog de "Prova de Fogo", vem conferir!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Gabi! :D
    Ver essa garota com apenas 13 anos já trabalhando para mudar sua comunidade é um baita de um tapa na cara pra todos os que estão acomodados - e me incluo nessa contagem. Realmente é mais cômodo pensar "não faço nada pois não tem condições", mas ela mostrou que com muito pouco é possível chegar longe. Não gosto muito de livros biográficos ou de não ficção, mas agora fiquei curiosa para descobrir mais sobre a jornada dela. Não deve ter sido fácil, mas é bom saber que ela não desistiu :D
    Beijos e ótima semana :3

    https://confissoesdeumleitor.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Liah!
      É bem isso mesmo, ela dá um tapa na cara de todo mundo.
      Poxa, se você não curte o gênero não sei se vai gostar tanto do livro, mas a leitura é ótima! :)

      Beeeijo!

      Excluir
  7. Oi, como vai?
    Conheci esse livro há algum tempinho atrás e quero muito ter a oportunidade de ler.
    Já conhecia a história da menina desde a época e achei muito interessante como ela lidou com a situação, mesmo sendo tão nova.
    Acho que o livro pode nos ensinar essa lição sim de que as coisas podem mudar.
    Gostaria muito de lê-lo. Parabéns pela resenha,

    www.enquantoestavalendo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Marcelo!
      Ela conseguiu lidar muito bem com a situação, né? É inspirador saber que uma garota tão nova conseguiu fazer tudo isso!
      Espero que você possa ler o livro em breve! :)

      Excluir
  8. oii, tudo bem?
    Desde que eu conheci a página da Isadora, bem antes de sair o livro, fiquei encantada com a coragem dela. Realmente é até chocante saber que muitos alunos eram contra, e imaginar o tipo de coisas que ela enfrentou. Sempre é mais fácil deixar pra lá, mas isso não nos leva a lugar nenhum. Poucas pessoas tem a coragem e ousadia da Isadora, e só temos que torcer para que mais e mais pessoas assim apareçam
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia esse livro, mas gostei bastante da resenha
    E a temática que ele trás é ótima
    Preciso lê-lo, pois ainda me encontro nesse negocio de que as coisas sempre dão errado e nunca mudam
    Já estou seguindo ;)

    Beijos
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Gente, que bacana esse livro!
    :D
    Ainda não tinha visto nem a capa dele.
    E pensar que até os alunos estavam contra ela é bizarro.
    Uma ótima lição de vida.

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Teca!
      Realmente, é um livro inspirador! :D

      Beijo!!

      Excluir