INÍCIO SOBRE PARCEIROS RESENHAS ENTREVISTAS CONTATO

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

O Banquete


Confesso que fiquei meio por fora da premiação do Oscar desse ano. Não acompanhei os indicados, nem fui procurar assisti-los. Mas nem por isso ia perder a cerimônia de premiação, né? Então imaginem a minha surpresa quando eu vejo O Banquete (Feast) entre os curtas indicados. Eu tinha amaaado esse curta, ai quando eu vi que estava concorrendo fiquei  surtando “Ai Meu Deus!! Tá concorrendo!! Não acredito!! Vai ganhar!!Vai  ganhar!!” e ganhou! Uhul!


E como eu sei que tem muita gente que fica curiosa para assistir aos filmes premiados, vim indicar esse aqui no blog.  O Banquete trás a história do cachorrinho Winston, que vivia sempre com fome. Em uma de suas buscas por comida ele acaba chamando a atenção de um solteirão que o leva para casa e passa a alimentá-lo.  O curta é desenvolvido pela perspectiva do cachorro, sua relação com a comida e com o dono. E é tão gostoso ver o quanto Winston aprecia a comida. E ainda mais bacana ver o quanto ele valoriza a sua relação com o dono. O Banquete é uma obra singular, daquelas que a gente assiste com o sorriso no rosto. Recomendo! 

Para assistir, clique aqui!

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Resultado: Sorteio de Aniversário!

Heey pessoal! Passando aqui nesse sabadão para contar quem foram os vencedores do sorteio de aniversário do blog!! 
Mas, antes de revelar quem ganhou, quero agradecer aos blogs Guerra de Almofada e Trocando o Disco, à Editora Intrínseca, à Editora Novo Conceito e à Editora Arqueiro, por disponibilizarem livros para o sorteio. Também agradeço a todo mundo que participou, divulgou, curtiu e acompanhou a promoção. Vocês são incríveis! :D 

E vamos lá!

Kit de livros (Anexos, Saga Encantadas, Casório e O Jeito que me olha):


Livro Cinquenta Tons de Cinza:


Kit Simplesmente Ana e De repente, Ana!:


Livro Um passo em Falso:


Parabéns meninas!! Já enviei um e-mail pra vocês e aguardo a resposta em até 3 dias, ok?

E se você não ganhou, pode tentar a sorte participando do sorteio do livro Mariposa - Asas que Mudaram a Direção do Vento. Participe aqui!

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Cinquenta Tons de Cinza


Quando a estudante de literatura Anastasia Steele entrevista o jovem bilionário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que o deseja e que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Christian admite que também a deseja — mas em seus próprios termos.
Chocada e ao mesmo tempo seduzida pelas estranhas preferências de Grey, Ana hesita. Por trás da fachada de sucesso — os negócios multinacionais, a vasta fortuna, a amada família —, ele é um homem atormentado por demônios do passado e consumido pela necessidade de controle. Ao embarcar num apaixonado e sensual caso de amor, Ana não só
descobre mais sobre seus próprios desejos, como também sobre os segredos obscuros que Grey tenta
manter escondidos. 
Sabe quando você cria expectativas gigantescas para ler um livro e no final a leitura te decepciona? Pois bem, com Cinquenta Tons de Cinza aconteceu exatamente o contrário. Eu li tanto comentário negativo, vi tanta gente que abandonou nos primeiros capítulos, que tinha certeza que iria odiar a leitura. Mas, como o filme estava para ser lançado, resolvi dar uma chance ao livro. E posso falar? Me surpreendeu. 

Eu sei que você provavelmente já sabe o que se passa na história, mas vou falar um pouquinho mesmo assim. Para fazer um favor a amiga, Ana Steele acaba indo entrevistar o bilionário Christian Grey, sem saber absolutamente nada sobre ele. Tudo que ela tem são as perguntas que a amiga formulou. Imagine a surpresa quando ela dá de cara com homem lindo e intimidador, pouco mais velho do que ela. Ana sai da entrevista transtornada, odiando aquele cara, seus incríveis olhos e sua autoconfiança absurda.  

Já Christian se vê encantado com a garota tímida que foi entrevistá-lo. Ele percebe o quanto isso pode ser usado a seu favor. E a partir desse primeiro contato, a vida dos dois toma rumos inesperados. Ana passa a experimentar sensações e desejos que ela nunca havia sentido e Christian deixa algumas coisas fugirem do seu controle. O resultado é um sensual jogo de conquistas e descobertas.
"Seu olhar é intenso, meio na sombra e meio na claridade da iluminação para pouso. O cavaleiro das trevas e o herói, essa é uma metáfora adequada para Christian." Página 85
O livro é narrado pela Ana e isso incomodou muuuita gente. Eu particularmente adoro livros narrados em primeira pessoa, mas realmente a Ana é uma chata. Mesmo quando é óbvio que ela despertou alguma coisa no Grey, ela só faz negar. Sem contar que fica o tempo todo brigando com o seu próprio inconsciente. Confesso que achei divertido no início, mas depois de um tempo você precisa aceitar suas decisões, não é? Parece que ela quer preservar, nem que seja só no inconsciente, a imagem de boa moça. Os milhares de palavrões e a deusa interior (que também me conquistou em algumas partes e me irritou em outras) contribuem para antipatia geral pela personagem. Por outro lado, não posso negar que dá para entender o porque ela se transforma em um poço de dúvidas. Não é todo dia que você conhece um bilionário incrível, descobre que ele tem preferências sexuais bem peculiares e se apaixona por ele. 

E só para constar, é ele quem consegue cativar o leitor e transformar Cinquenta tons em uma história de amor interessante.  E não, não é porque ele é um ótimo amante. Christian tem um passado sombrio, evidentes problemas psicológicos e um forte bloqueio em relação ao amor. E é justamente isso que impulsiona a leitura. A estranha relação dele com a Ana conseguiu abrir uma pequena porta para o passado e para todos esses problemas. Cada detalhezinho que ele revela, deixa o leitor ainda mais curioso para descobrir o que de fato aconteceu. 

“Ah, mas ele é horrível e bate em mulher”. A história não é bem assim. Durante todo o livro, tudo que ele fez com a Ana foi consensual e o tempo inteiro ele estava preocupado com ela, sabe? Ele se importa. Não é esse monstro que estão pintando por ai. 

Cinquenta tons de cinza é um bom romance erótico? Sinceramente, é o segundo erótico que leio e não tenho parâmetro para comparar. Não entendo essa necessidade que as pessoas têm em rotular as coisas. Posso dizer que é um bom livro. Tem uma história interessante, que consegue prender o leitor e fazer com que ele torça por um personagem. Não é uma história perfeita, mas também não é péssima. Se você gosta de histórias de amor, cenas intensas e de uma leitura que prende o leitor, leia. Sem dar ouvidos para todos os julgamentos. Apenas leia e tire suas próprias conclusões
"Nunca me encaixei em lugar algum e agora... Tenho uma proposta indecente do Rei dos Desajustados para considerar. Por que ele é assim? Natureza ou criação?" Página 117
*Este livro foi uma cortesia da Editora Intrínseca.

*Ainda dá tempo de participar da promoção de aniversário do blog e concorrer a Cinquenta Tons de Cinza. Participe aqui.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Sorteio: Mariposa - Asas que mudaram a direção do vento


Heey pessoal! Hoje eu vim apresentar a vocês a nova autora parceira do blog, a fofa Patrícia Baikal. Ela escreveu Mariposa - Asas que mudaram a direção do vento, que parece ser um livro super incrível. A sinopse nos mostra que Mariposa é um livro que envolve mistério, jogos de poder e romance, ou seja, o tipo de livro que eu adoooro! E sabe qual é a melhor parte? A Patrícia enviou um livro para eu resenhar e outro para ser sorteado!!! Obrigada Patrícia, pela parceria e confiança no blog. :)

Bora conferir a sinopse?



Jogos de poder, política e corrupção se cruzam com uma história de amor. Um jovem senador brasileiro, Nicolas, se vê rodeado de grandes mistérios a partir do momento em que uma estranha mulher invade sua casa e lhe dá pistas para incriminar seu rival político.
Enquanto se envolve de uma forma apaixonante com esta mulher, de codinome Mariposa, Nicolas tenta desvendar os segredos de uma organização, invisível aos olhos da sociedade, mas com grande poder de influência na política do país.


Você não vai ficar de fora dessa, né? As regras são as de sempre: Ter um endereço de entrega aqui no Brasil e preencher o formulário abaixo.

a Rafflecopter giveaway Observações:
• A promoção é válida até o dia 21/03/2015.
• O ganhador terá até 3 dias para enviar seus dados para entrega do prêmio. Após esse prazo, o sorteio será refeito.
• Quando receber o prêmio, o ganhador deverá enviar uma foto.

sábado, 14 de fevereiro de 2015

Anexos


Beth Fremont e Jennifer Scribner-Snyder sabem que alguém está monitorando seus e-mails de trabalho. (Todo mundo na redação sabe. É política da empresa.) Mas elas não conseguem levar isso tão a sério, e continuam trocando e-mails intermináveis e infinitamente hilariantes, discutindo cada aspecto de suas vidas.
Enquanto isso, Lincoln O’Neill não consegue acreditar que este é agora o seu trabalho – ler os e-mails de outras pessoas. Quando ele se candidatou para ser “agente de segurança da internet”, se imaginou construindo firewalls e desmascarando hackers – e não escrevendo um relatório toda vez que uma mensagem esportiva vinha acompanhada de uma piada suja. Quando Lincoln se depara com as mensagens de Beth e Jennifer, ele sabe que deveria denunciá-las. Mas ele não consegue deixar de se divertir e se cativar por suas histórias. No momento em que Lincoln percebe que está se apaixonado por Beth, é tarde demais para se apresentar. Afinal, o que ele diria...?
Anexos é o terceiro livro que leio da Rainbow Rowell e definitivamente me tornei fã da autora. Gostei tanto do livro que resolvi resenha-lo em vídeo. Sim, em vídeo!! É a primeira resenha que faço em vídeo, então me deem um desconto, ok? Espero que vocês gostem! :D



*Este livro foi uma cortesia da Editora Novo Século.

P.S.: Tá rolando promoção de aniversário aqui no blog e um dos livros sorteados é Anexos. Essa pode ser sua chance de ganhar! Participe aqui!

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Dica da Semana: Operação Big Hero




Na cidade high-tech de San Fransokyo, o prodígio da robótica Hiro Hamada vê a paz local ser ameaçada por forças poderosas e, acompanhado pelo robô Baymax, se une a um time de combatentes inexperientes determinados a enfrentar os inimigos e salvar o paraíso futurista da destruição.





Não sei vocês, mas eu adoooro animação. É um gênero de filme que eu sempre topo assistir. E hoje vim indicar uma que me conquistou pelo trailer. Quem resiste a um robô gordinho e simpático na telona do cinema?

Hiro Hamada é um garoto prodígio, que adora construir robôs. Seu irmão o convence a tentar uma vaga em uma escola de tecnologia, onde os alunos podem criar seus próprios projetos, que futuramente podem ser úteis para a sociedade.  


E para conseguir entrar, nada mais interessante do que produzir seu primeiro projeto e apresentá-lo na feita de invenções. Hiro só não esperava que o seu projeto iria despertar o interesse de pessoas muito maiores do que a própria faculdade. Quando ele recusa a oferta de um importante empresário, seu mundo vira de cabeça para baixo.


E é ai que entra Baymax, robô projetado pelo irmão de Hiro, que tem como objetivo curar as pessoas. Ele escaneia Hiro e percebe que o garoto está com o psicológico abalado. Para melhorar o bem estar do garoto, Baymax embarca com Hiro em uma divertida e eletrizante busca pela verdade.


Operação Big Hero explora a tecnologia e suas possibilidades de uma maneira bem interessante. Os super poderes dos personagens aparecem com a tecnologia e são programados por um garoto. A possibilidade de criar coisas tão interessantes é inspiradora para as crianças. Meu irmão ficou doido para construir um robô e já começou a pensar em diversas maneiras de fazer um usando papelão. Sai do cinema com gostinho de quero mais. E morrendo de vontade de ter um Baymax só pra mim. ♥ 


P.S.: Heey, já tá participando da promoção de aniversário do blog? Participa aqui!!

domingo, 8 de fevereiro de 2015

Divulgação: Promoção "Dia de São Valentim"

Heey pessoal, tudo bem?
Vocês já conhecem o livro No Encontro de uma Constante? É uma coletânea de poesias lindas, escrita pelo autor Bruno Luiz Mattos. Estou lendo o livro e gente, tem cada poesia incrível, você não imaginam. Dá vontade de sair compartilhando por aí, sabe? Muito bem escritas.

E se você ficou com vontade de ler o livro, essa pode ser a sua chance. O autor está realizando a promoção "Dia de São Valentim", em referência ao Valentine's Day que é uma celebração do amor em todas as suas formas. Nesse dia, é muito comum o envio de cartões entre vizinhos, colegas de trabalho e alunos e professores. Algo simples e de coração, esse é o intuito da data: demonstrar amor e carinho às pessoas que fazem parte da sua vida.

Para concorrer o livro, você deverá curtir a fanpage do livro, postar uma imagem no facebook com a hashtag ‪#‎qualasuacontante‬ juntamente com uma foto de alguém que você considere sua constante dizendo "Você é minha constante". Em seguida, preencha o formulário (aqui!!) e torça para sua foto ser escolhida pelo júri de 5 pessoas. Você não vai ficar de fora dessa, né? :)

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

As estranhas e belas mágoas de Ava Lavender


Gerações da família Roux aprenderam essa lição da maneira mais difícil. Os amores tolos parecem, de fato, ser transmitidos por herança aos membros da família, o que determina um destino ameaçador para os descendentes mais jovens: os gêmeos Ava e Henry Lavender. Henry passou boa parte de sua mocidade sem falar, enquanto Ava que em todos os outros aspectos parece ser uma jovem normal nasceu com asas de pássaro. 
Tentando compreender sua constituição tão peculiar e, ao mesmo tempo, desejando ardentemente se adaptar aos seus pares, a jovem Ava, aos 16 anos, decide revolver o passado de sua família e se aventura em um mundo muito maior, despreparada para o que ela iria descobrir e ingênua diante dos motivos distorcidos das demais pessoas. Pessoas como Nathaniel Sorrows, que confunde Ava com um anjo e cuja obsessão por ela cresce mais e mais até a noite da celebração do solstício de verão. Nessa noite, os céus se abrem, a chuva e as penas enchem o ar, enquanto a jornada de Ava e a saga de sua família caminham para um desenlace sombrio e emocionante.
Se eu precisasse definir As Estranhas e Belas Mágoas de Ava Lavender em uma só palavra seria, sem dúvidas, peculiar. Terminei de ler o livro e fiquei com uma pequena ressaca literária, a história conseguiu mexer comigo. E confesso que estou aqui penando para escrever essa resenha. Esse livro é tão complexo, tão cheio de detalhes, que sinto que qualquer informação sobre a história pode prejudicar a leitura de quem ainda não leu. Maaas, vamos lá.

Ava Lavender nos conta a história de sua vida. E não é uma história comum, afinal, ela nasceu com asas. Mas, tudo começou bem antes, com a família da sua avó. Emilienne (a avó) veio de uma família francesa e sua trajetória de vida foi marcada por acontecimentos pouco convencionais

Quando Viviane (a mãe de Ava) nasceu, a vida de Emilienne deu uma reviravolta improvável e ela se tornou uma confeiteira de sucesso.  Seus doces eram consumidos por absolutamente todas as pessoas da pequena cidade e Emilienne não deixou de trabalhar nem por um dia. Viviane passou sua infância na padaria, envolta por cheiros e sabores. Cresceu, ganhou um coração partido e uma gravidez inesperada. E dela nasceu Ava, a garota com asas de anjos
“ – Você é um pássaro, um anjo ou o quê?
Dei de ombros. Não sabia bem responder a uma pergunta dessas, não porque não tivesse pensado a respeito, mas porque ainda não tinha a resposta. Eu certamente não era um pássaro, até onde sabia. Mas, ao mesmo tempo, não poderia dizer que era humana. O que significava ser humana, aliás? Eu sabia que era diferente, mas isso não me fazia tão humana quanto qualquer um...” Página 133   
Passei o início do livro todo escutando uma musiquinha francesa dentro da minha cabeça. A descrição dos lugares e das pessoas é tão característica, que é difícil não se encantar. Aliás, todas as descrições do livro são extremamente detalhadas e intensas. Walton consegue nos transportar para onde ela quer, durante todo o livro. 

Da França o livro segue para Manhattan, que está em pleno desenvolvimento. Imaginem as descrições! A autora tece comentários espirituosos, que enriquecem a história. Outro ponto forte do livro são os personagens. Todos eles são extremamente bem construídos e, além das características físicas e psicológicas, todos trazem uma interessante bagagem de vida.

O único ponto que preciso alertar é quanto ao ritmo de leitura. Sei que cada um tem o seu, mas acabei demorando mais que o esperado para ler esse livro. Como eu já disse, as descrições são detalhadas e longas e, em alguns casos chegam a ser complexas. Sendo assim, a leitura pode se tornar um pouquinho cansativa em algumas partes. Fora isso, o livro é incrível. Walton tem uma escrita sensível, doce e ao mesmo tempo cruel. Se você gosta de livros peculiares, esse é uma boa pedida.
"– Em Manhatine, sempre que você precisa tomar um banho ou lavar o rosto, basta virar a torneira e pronto! – dizia ele para os vizinhos enquanto bombeava água do poço do lado de fora de sua casa. – E não é apenas água, mes camarades, mas água quente. Dá pra imaginar? É como ser agraciado por um pequeno milagre todas as manhãs bem ali, em sua própria banheira!”  Página 13
*Este livro foi uma cortesia da Editora Novo Conceito. 

domingo, 1 de fevereiro de 2015

Jimmy Choo: o Bull Terrier mais famoso do instagram

Conheci o instagram do Rafael Mantesso através da Amanda, do blog Guerra de Almofada. Ela me marcou em uma foto e eu fiquei ENCANTADA com o que vi. O Rafael mistura ilustração com fotos do seu Bull Terrier (o fofo Jimmy Choo) e o resultado é incrível. Além disso, ele faz ilustrações variadas, sempre com uma pitada de humor. Acompanhei o trabalho dele por alguns meses e quando vi uma foto do Jimmy versão Martini percebi que precisava compartilhar com vocês. 

Pesquisei um pouquinho e descobri que as ilustrações começaram após um divorcio. Rafael resolveu preencher o espaço vazio da casa com ilustrações. A repercussão foi grande e hoje ele conta com mais de 200 mil seguidores no instagram. Sensacional, né? 


E aí, tá esperando o que para seguir?