INÍCIO SOBRE PARCEIROS RESENHAS ENTREVISTAS CONTATO

quinta-feira, 26 de março de 2015

Entrevista: Patrícia Baikal

Não sei vocês, mas eu adoro conhecer um pouquinho de como foi o processo de escrita do livro e o um pouquinho sobre cada autor. Poder entrevistar autores e matar minha curiosidade é uma das coisas mais legais que esse blog está me proporcionando, de verdade. Deixo aqui o meu muito obrigada a todos os autores que já toparam responder minhas perguntas! ♥

E hoje, teremos na coluna a querida Patrícia Baikal, autora do livro Mariposa - Asas que mudaram a direção do vento. Patrícia nos conta qual foi a sua inspiração para escrever o livro e ainda fala um pouquinho sobre o que encontraremos no próximo volume! Espero que vocês gostem!

Quando você percebeu que gostaria de ser escritora?
Há quatro anos aproximadamente comecei a escrever contos curtos e a guardá-los no fundo (bem no fundo) das gavetas. Em 2013,  resolvi escrever uma novela, a qual acabou por se tornar um romance - Mariposa. Agora, não consigo mais parar de escrever! A escrita se tornou uma atividade diária.

Quais são suas inspirações literárias? Você pode citar um livro que te marcou?
O momento em que vivemos é a minha maior inspiração: as notícias da televisão, dos jornais, o cotidiano que me cerca, as histórias que ouço. Gosto de retratar o presente (e de imaginar o futuro a partir das nossas ações de hoje). As conversas do dia-a-dia também são inspiradoras para mim.
Livros que me marcaram: A hora da estrela (Clarice Lispector), 1984 (George Orwell), Quarto de Despejo (Carolina de Jesus), As meninas (Lygia Fagundes Telles), Alice no país das Maravilhas ( Lewis Carroll).

Como foram feitas as pesquisas para escrever o livro Mariposa? Você visitou todos os lugares que são descritos no livro?
"Mariposa" se passa em Brasília, cidade onde moro há nove anos e, por isso, a ambientação da trama ficou mais fácil. Além disso, fiz algumas pesquisas históricas sobre organizações secretas no Brasil para inspirar a criação da Ordem. Estudei um pouco sobre a Maçonaria e sobre a Bucha (uma organização política existente na década de 50). Pesquisei também sobre as várias espécies de mariposas que são referenciadas. Descobri que esses pequenos animais voadores têm muitas características singulares: são rápidos, gostam da noite, voam à procura da luz e estão em todos os lugares do mundo. Isso é suficiente para uma boa história, não é?

Sei que você está planejando escrever uma continuação de Mariposa (Fiquei curiosíssima com aquele final!). O que encontraremos no segundo volume?
Os leitores encontrarão a origem da Ordem, esta organização secreta sobre a qual falo no livro. Além disso, Nicolas e Mariposa terão novos inimigos, mais fortes e inescrupolosos que Brassel (sim, isso é possível!). Glória de Almeida também estará no segundo volume, e pode balançar o coração do Nicolas definitivamente.

Mariposa trata de um assunto extremamente atual. Como surgiu a ideia de escrever um livro sobre política? O descaso e a corrupção que estamos vivendo te influenciaram de alguma maneira?
Escrever "Mariposa" foi a minha forma de contestar contra a corrupção e o descaso com a sociedade. Mas não queria fazer um livro pesado, burocrático, mas sim lúdico e romanceado. Eu queria criar uma heroína brasileira que lutasse contra esse sistema injusto, mas que também vivesse um grande amor.

Quanto tempo você demorou para escrever Mariposa?
Dois anos.

Você encontrou dificuldades para publicar seu livro?
Sim. O mercado editorial não é fácil. As editoras recebem diariamente vários originais de escritores que querem ser publicados - a concorrência é muito grande.

Qual a sua dica para os futuros escritores?
Eu recomendo explorar ao máximo a internet: apresente seus trabalhos, construa seu público, use as redes sociais. Escute as críticas, acredite no seu talento, exercite a escrita todos os dias. E leia, leia muito.

Deixe um recado para os leitores.
Obrigada a todos, principalmente ao blog Pitada de Cultura, pela divulgação, apoio e carinho. Espero que "Mariposa" crie, em vocês leitores, sonhos, fantasias e um novo jeito de ver o mundo. Um beijo grande!

9 comentários:

  1. Que bacana, Gabi!
    Eu sou que nem você, gosto de conhecer mais sobre o autor e sobre o processo de escrita.
    Parece que o livro ganha um significado extra, você entende melhor entendendo quem escreveu.
    Legal saber que pequenos contos viraram um livro.
    :D

    Meu comentário não foooooooooi? Argh! Tinha escrito um monte, mas vamos lá outra vez:
    Poker Face é amoooooooooooor. Amo, amo, amo. Você já ouviu a versão do Glee? É sensacional, parece até outra música.
    E quem não bateu cabelo com Burn não sabe o que são os pequenos prazeres da vida.
    Jura que lembram de você com Helenaaaa? Hahaha. Lembram de mim com o Teca na TV, já viu? Enquanto você é a musa pop do My Chemical Romance, eu sou uma pirralha teimoso no canal Futura, hahahaha.

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  2. ah que bacana ter a chance de entrevistar autores assim, curti bastante

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  3. Deve ser mesmo super difícil concorrer no mercado literário no Brasil. Bom é que leitores não faltam. E quem ama ler, ama ler qualquer coisa! HAHA

    beijo
    beinghellz.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é verdade! Quem gosta de ler não tem preconceitos!! :)

      Excluir
  4. Que maravilha, essa entrevista. Eu amei
    Principalmente a parte da dica/recado. E sim, ouço muitos escritores dizendo o quanto é dificil conseeguir concretizar um livro
    www.iamcamilakellen.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Muito bom saber como pensa os autores e suas inspirações, adorei a entrevista, parabéns!!

    Bjos,
    http://blogdmulheres.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Sheyla!
      Fico feliz que você tenha gostado!

      Beijo!

      Excluir
  6. Adorei a entrevista! É legal conhecer mais sobre o processo criativo da autora e as dicas. Amei!
    beijos.
    http://lugaaraosol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Amanda!
      Que bom que você gostou! :D

      Beijo!

      Excluir