INÍCIO SOBRE PARCEIROS RESENHAS ENTREVISTAS CONTATO

terça-feira, 3 de novembro de 2015

A Playlist de Hayden


Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola, o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente. Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava. A PLAYLIST DE HAYDEN é uma história inquietante sobre perda, raiva, superação e bullying. Acima de tudo, sobre encontrar esperança quando essa parte parece ser a mais difícil.

Sam e Hayden são inseparáveis. Vieram de famílias bem diferentes e foram unidos pela paixão pelo mundo geek. Além de melhores amigos, eles são seus únicos amigos. Até a noite da festa. A noite da briga. Aquela, na qual tudo mudou

Com a briga da noite anterior ainda fresca na memória, Sam resolve ir à casa do amigo se desculpar. Sabe que Hayden está chateado e já prevê que a conversa não vai ser fácil. No entanto, Sam não imaginou que a conversa jamais aconteceria. Hayden havia desistido da vida na noite anterior. Deixou para trás um bilhete, algumas músicas e um melhor amigo extremamente triste e confuso. 

Depois de passar pelo funeral, Sam percebe que seu melhor amigo mantinha alguns segredos. Dividido entre a raiva que sente por Hayden tê-lo abandonado e a culpa por não ter percebido nenhum sinal que pudesse impedir o suicídio, Sam passa os dias escutando repetidamente a playlist que Hayden deixou e tentando desesperadamente entender o que aconteceu com o amigo. 
“Que ideia mais idiota comprar uma coisa que me faria pensar em Hayden toda vez que eu olhasse para ela. Eu não conseguia parar de pensar nele desde que o encontrei. Não conseguia tirar da cabeça a imagem dele ali deitado, desacordado debaixo de todos aqueles lençóis estúpidos do Star Wars.” Página 37 
A Playlist de Hayden é um livro que aborda bullying e suicídio de uma maneira delicada. Você sabe qual é o foco da Falkoff, mas em momento nenhum a história fica muito densa. Ela conseguiu transmitir o recado para o público jovem de uma maneira atrativa.  

A autora também mostra como é difícil para quem fica. Os sentimentos variam entre culpa gigantesca por não ter feito o que estava ao alcance, por não ter tentado impedir os episódios de bullying e raiva incontrolável pela fraqueza e pelo egoísmo do outro ao cometido suicídio.

O livro também conta com uma pitada de mistério. Os meninos que praticavam bullying contra o Hayden começam a passar por várias situações embaraçosas e Sam é logo apontado como o autor desses “atentados”. Mas, ele não poderia ter feito tudo isso, né? Afinal, ele não se lembra de nada!

A Playlist de Hayden é uma ótima leitura. O final é totalmente coerente com a proposta do livro e foge do óbvio. Michelle Falkoff consegue cumprir sua proposta e ainda nos mostra como pequenas atitudes podem realmente mudar o rumo da vida de alguém. 
“Se havia alguma coisa que eu aprendera com a playlist, é que ouvir as pessoas pode ser importante. Gosto de pensar que estou ficando melhor nisso.” Página 283
*Esse livro foi cedido para resenha pela Editora Novo Conceito.

2 comentários:

  1. Oi Gabriela!

    Sempre vi a capa desse livro e apreciei, mas de forma alguma imaginei que se tratasse de um livro que aborda estes assuntos. Ao mesmo tempo em que me desviaria desses assuntos no momento, acho a proposta muito interessante. Gosto de livros realistas e profundos, que nos remetem a uma aprendizado. Achei bem legal a proposta e gostei muito da resenha!

    Beijos,

    Marcelle
    www.bestherapy.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Marcelle!
      Pois é, pela capa não dá pra saber que o livro trata desse tema. Fico feliz que tenha gostado da resenha. Se ler o livro, não esquece de me contar a sua opinião, ok?

      Beijo!

      Excluir